Sobre Nietzsche. O que a sociedade faz com os gênios. #1

Friedrich Nietzsche (1844 – 1900)

A inteligência foi uma maldição para Nietzsche. Rejeitado desde a infância, cercado de beatas melancólicas, jovem taciturno e solitário, adulto fracassado, doente, incompreendido. Atormentado, pensou coisas “além do bem e do mal”, colocou a inteligência no papel, escreveu muito, aforismos, poemas filosóficos de causar aneurismas, publicou em vida, mas não foi lido. Ninguém entendeu, ninguém quis. Como seu Zaratustra isolou-se em si, na arrogância de seu super, além do homem. Esmagado por enxaquecas terríveis, perdendo a visão e a sanidade, pendulou de um lugar a outro procurando a paz no mundo, em diferentes paisagens bucólicas, sabendo que a guerra era interna. Enfim, triste, abandonado por todos e por si mesmo, encontrou-se na Itália, hóspede de um simples quarto com catre e cadeira, banheiro coletivo no corredor. Um dia, os pensamentos fincando como alfinetes, vislumbres como cortes de navalha, escutou um cavalo sendo açoitado na rua. Brados enraivecidos contra o indefeso animal, o chicote estalando, sangue e relinchos para todo lado. Os transeuntes ocupados sem perceber a cena, cada um preso em suas mesquinhas responsabilidades. Nietzsche rompeu à rua, em desespero atroz, rangendo os dentes na direção do açoite, rosnando blasfêmias contra o algoz. Era o fim do maior filósofo desde Kant: abraçado ao cavalo, chorando, chorando, chorando seu desespero. Enfim, desmaiou para nunca mais. Quando acordou era um nada, um catatônico Nietzsche sem frases inteligíveis, olhar parado, babando. Morreu uma década depois, sob cuidados da irmã, Elizabeth Förster-Nietzsche, aquela que não lhe compartilhou da inteligência e que, por falta dela, serviu para a terrível interpretação de Nietzsche pelo Nazismo.

#Nietzsche

#a.mar

Anúncios

Tour 2019 🛬

França-Suíça-Alemanha

De “A” a “V”.

De “A” de Ana a “V” de Ver, Vaguear, Vigiar, Viajar.

Viajar é conhecer o mundo interno e externo. E, é a bagagem que se carrega na mão, nas costas, na alma, da vida.

Ana

#mulhouse-basel-freiburg

#2019 #amsm

Os 144 Mil

É um tema que tem gerado muita controvérsia pela mais diversa especulação em torno da definição dos 144.000. Existe uma gama de diferentes interpretações onde muitos torcem o sentido bíblico segundo as suas próprias carências, limitações, crenças ou conveniências.
Contudo, há dois pontos que podemos desde o início deixar bem claros:
1º – O 144.000 é um número simbólico;
2º – Este é um grupo especial entre a inumerável multidão dos salvos.
144.000 é um número múltiplo de 4 e de 12, que em profecia é um símbolo de plenitude. Na Bíblia nós temos 12 patriarcas, 12 tribos de Israel, 12 apóstolos, 12 fundamentos, 12 portais etc.. Temos também os 4 anjos a segurar os 4 ventos dos 4 cantos da Terra, reforçando assim a ideia de plenitude.
Uma profecia não pode ser interpretada como sendo parcialmente literal e parcialmente simbólica. Ou é uma ou outra.

 

 

 

#espiritualidade #144.000 #Jesus #Bíblia #montesião #cosmogenese #esoterismo #mitos #israel

EL ALMA GEMELA DE CAPRICORNIO – HORÓSCOPO NEGRO

Relacionamentos

BUSCAR A OUTRA METADE DA LARANJA?! Ou querer ser uma laranja inteira para compartilhar com outra laranja inteira.
Poucos já alcançaram o patamar evolutivo de não precisar de alguém para “completá-los”.

São pessoas que não sentem a necessidade de relações à “moda antiga”, casando, tendo filhos e coisas do tipo. Sentem-se bem em sua própria companhia, estão completos. Diferente de sentir solidão, vivenciam à solitude, que é viver bem consigo mesmo e não estão presas às convenções socioculturais.

Os relacionamentos nos servem para o nosso autoconhecimento. A verdade é que, por meio deles nos relacionamos pouco com o outro e muito mais com nós mesmos.

É um paradoxo.

A necessidade de um relacionamento é gerada pela falta de integração interna. Sim, quem pensa que está se relacionando com outras pessoas e que elas são complicadas, ainda não compreendeu o básico dos relacionamentos.

Acontece que estamos sempre nos relacionando com as nossas crenças, com o que pensamos e sentimos. É o nosso microcosmo interior que age todo o tempo.

Pessoas e situações que surgem na vida são um espelho de algo que precisamos aprender, sobre quem somos, quais as fragilidades e o que é necessário transformar.

E quando sentimos um incomodo, precisamos entender que não é culpa da outra parte, mas é um problema nosso, com o nosso mundo interno. Lembrando sempre que o que vemos do lado de fora é o que temos do lado de dentro.

A necessidade de um relacionamento é gerada pela falta de integração interna. Encontramos no outro o que ainda não achamos em nós. Partes escondidas que não reconhecemos no universo íntimo.

Então, ter necessidade de um relacionamento é diferente de se relacionar para compartilhar com o próximo, uma relação saudável e prazerosa. Entrar em uma relação porque precisamos dela… Pode ser um relacionamento amoroso, um trabalho ou um problema familiar em que nos enroscamos.
Reclamamos da família, os pais se desentendem com os filhos, esposa com o marido… Têm relacionamentos destemperados por conflitos de toda ordem. Por que e como se desvencilhar disto?

Cada um escolhe o que e como viver. Mesmo na família, tudo depende de como você se envolve. Os sentimentos que você acolhe e emoções que o movem.

Meu pai não me entende… Meu filho é um problema… E o que você tem feito para aceitar as pessoas como elas são? Será que está sendo controlador, crítico e julgador ao extremo?

E se já sabe que não poderá mudar o outro, mas apenas você, perceba que insiste no mesmo erro. Observe a briga sem vencedores, em que cada um se acha dono da sua verdade.
Veja bem, quando você se sente magoado, ressentido, alegre ou em comunhão com alguém, é porque você escolhe se sentir assim. Você é dono do que pensa, do que sente e de como age.

Você escolhe seus relacionamentos e como se sentir com eles. Se você está em um namoro complicado, é hora de perceber como você tem se posicionado. Pode ser que ainda não tenha aceitado que o outro é como é, ponto. O problema é que você insiste em querer moldá-lo ao seu jeito.

Como sabemos, cada um de nós vive seu próprio universo. Quantas vezes você se viu em uma situação, em que tentou convencer alguém que você estava certo e a impressão que teve é que essa pessoa não entendeu nada do que você falou?
E aquele outro que se sente ofendido por qualquer coisa que você diga? Será que você quis ofendê-lo ou ele apenas se sentiu ofendido por conta própria?

Você escolhe seus relacionamentos e como se sentir com eles.
O relacionamento saudável com o próximo só surge quando você se relaciona bem com você mesmo, ou seja, seus relacionamentos interpessoais dependem de sua relação intrapessoal.

Algumas pessoas, não sentem mais a necessidade de relacionamentos conflituosos para seu crescimento interior, porque já alcançaram a liberdade de ser o que são. Elas não vivem mais os conflitos internos que a grande maioria ainda não se libertou. Não dependem mais da aprovação alheia e nem têm a necessidade de agradar alguém.

Os conflitos nos relacionamentos são frutos da confusão que cada um carrega em si mesmo. Seja no trabalho, na família ou no relacionamento conjugal, não existe certo ou errado, bom ou ruim. É sempre você que faz de seu mundo o seu céu ou inferno. Quando nos sentimos em paz interior, este é o melhor momento para a convivência. Os relacionamentos são difíceis porque nós somos muito difíceis.

À medida que nos conhecemos melhor, por meio de nossa relação intrapessoal, podemos finalmente ter relacionamentos interpessoais mais saudáveis.

🍀 🙌❤️

~ Ale Passarelli ~

Silêncios

Fernando Pessoa

Fernando Pessoa
“O significado real da iniciação é que este mundo visível em que vivemos é um símbolo e uma sombra, que esta vida que conhecemos através dos sentidos é uma morte e um sono, ou, por outras palavras, que o que vemos é uma ilusão. A iniciação é o dissipar – um dissipar gradual e parcial – dessa ilusão.”
Parque dos poetas, Oeiras, Lisboa
O sorriso do poeta.

Pessoalmente, considero-o, admirável
Mestre porque sozinho descobrio-se a si mesmo e evoluiu a um patamar que poucos homens lá chegam…

“Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céus e das terras, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos”. Mateus 11:25

#Fernandopessoa, #ocultismo, #astrólogo, #místico, #poeta

#parque dos poetas, #Oeiras, #Lisboa #estátuafernandopessoa, #julho2018

Pois é…😍😍😍

Sexualidade e Espiritualidade

http://www.jeshua.net/por/healing/healing7por.htm

Oração de Junho

Que a paz que carrego seja meu guia.

#oração #Junho #espiritualidade #paz deespirito #espíritonobre

A Cidade Eterna

#### Talvez a coisa mais fofa que li na Internet nestes últimos tempos ####

http://queroumcolo.blogspot.pt/2011/08/como-cometer-suicidio-rapidamente-e-sem.html?m=1

Let’s Do Our Best!

Achei tão fofinho… 😊❤️

Deus, e adeus!

… ❤️

Boa noite… 🌌🌌🌌