Imagem

Do caminho

A tradição oral listou os dez passos do Caminho espiritual:

A inquietação: a pessoa percebe que precisa mudar de vida, seja por tédio, ou por sofrimento.

A busca: vem a decisão da mudança. A busca se dá com livros, cursos, encontros.

A decepção: começam as trocas de caminho. Aquele que está buscando percebe os problemas e defeitos dos que ensinam. Por mais que mude de cor­rente filosófica, religião, ou sociedade secreta, encontra os problemas clássicos: vaidade e busca de poder.

A negação: é comum abandonar o caminho depois de constatar que os que estão nele ainda não resolveram seus problemas.

A angústia: o caminho foi abandonado, mas uma semente foi plantada: a fé. E cresce dia e noite. A pessoa sente-se desconfortável, com a sensação de que descobriu e perdeu.

O retorno: por causa de outra ruptura séria [uma tragédia, um êxtase, etc.] a pessoa descobre que sua Fé está viva. E a fé, se for bem cultivada, resiste a qualquer decepção.

O mestre: o momen­to mais perigoso. Mestres são apenas pessoas experientes. O camin­ho é individual, mas – neste momento – pode desvirtuar-se, e virar coletivo.

Os sinais: o caminho se mostra por si mesmo. Através dos sinais, Deus lhe ensina o que precisa saber.

A noite escura: são feitas as Escolhas. A pessoa muda sua vida, e dá seus passos – apesar do medo.

A comunhão: é o momento em que, como dizia São Paulo, a própria Divindade passa a habitar a pessoa. O mistério dos milagres se manifesta em toda maravilha e grandeza.

Paulo Coelho

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s