O Caminho do Tornar-se
 
Baraka : “um presente de energia espiritual que pode ser usado na vida prática“ … ” folego da vida” …”sopro ou essência da Vida”

 

“…Alguns a chamam de Baraka, o poder da transmissão…

Entre os Xamãs este poder é transmitido a cada sucessor e muitos grupos de xamãs, ainda existentes no nosso mundo, podem estar morando na casa ao lado que nem saberíamos, pois são discretos e nem de longe tem a idéia de “ensinar” seu saber no conceito que temos de ensinar. Eles apenas vêm às vezes ao mundo, caçar humanos em potencial, ensiná-los a transcender a condição humana e depois solta-los na corrente da vida. Assim, a Corrente continua e é isso que as linhagens tem como objetivo, que a “corrente” não se parta. Mas diz um texto alquímico, que quando partimos em busca da Verdade, num movimento sincero e concreto, a Verdade também se lança em nossa busca. Essa busca sincera da VERDADE que liberta, que nos permite encontrar o espaço silencioso onde vamos partilhar da PRESENÇA, sem nenhuma programação exterior. E existe uma energia original, que vem de antes do alvorecer dessa Era, uma energia fina, tecida com fios de luz das estrelas, que viajaram pelo tempo até chegar a nossos olhos, onde nos tocam de forma sutil, a qual não percebemos por não termos sido sensibilizados (as) a isso.

Xamãs…Bruxas (os)… têm sido termos que aludem a estes caminhos, caminhos de reencontro com nossa real natureza, caminhos de despertar, caminhos de singularização de nossa realidade existencial, para que nos tornemos realmente existentes enquanto agentes ativos, sujeitos reais de nossa história e não objetos que repetem uma programação que lhes foi imposta por mecanismos ideológicos sutis, cuja maior parte nem percebemos.

O XAMANISMO está além do humano, está além dos véus e assim a intervenção humana é um detalhe que pode ou não acontecer. Estar ligado (a) a uma linhagem de tradição é ter a chance de ser aconselhado (a) por homens e mulheres que vão lhe ajudar a evitar armadilhas, mas sem inibir suas habilidades.

Uma falsa tradição vai ter pessoas querendo impor seus pontos de vista, querendo moldar os (as) aprendizes a suas concepções pessoais, a sua forma de ser e estar no mundo. Numa tradição profunda os “mais velhos” e as “mais velhas” vão lhe ajudar como um (a) jardineiro (a) ajuda a planta a desabrochar e revelar sua interior identidade.

Mas o chamado pode vir diretamente da ETERNIDADE e a mais improvável das pessoas pode se tornar um bruxo, uma bruxa, um xamã, uma xamã, um magista, uma magista. Por isso me divirto quando vejo pessoas arrogantemente se sentido superiores e desdenhando de desafetos julgando que este ou esta pessoa não vai nunca ser um(a) bruxo(a) , xamã ou magista. Quem somos nós para entender os desígnios do poder? Conheci pessoas com muito talento, com poder incrível e que por arrogância e preguiça se tornaram nulidades para si mesmas e outras que pareciam frágeis, que tinham pouca energia pessoal e no entanto com determinação e vontade fizeram do pouco muito e são hoje plenas em seus caminhos.

Me parece que a humildade fundamental que tanto se fala nesses caminhos não é uma subserviência tola, mas reconhecer que somos nada, que somos menos que pó cósmico, inseridos num planeta que gira ao redor de um sol cuja massa sequer é suficiente para que ele vire um buraco negro quando terminar seu ciclo, na periferia de mais uma das incontáveis galáxias que vagam pela eternidade. As forças que passam por nosso mundo podem nos levar, como um surfista numa onda, ou nos afogar. Depende de nossas habilidades grande parte do resultado final dessas opções . Xamanismo são caminhos para desenvolver nossas habilidades a fim de que “surfemos” as ondas que chegam e não sejamos afogados por elas. É aqui então que reconhecemos a realidade de um caminho tradicional. Se este caminho nos permite despertar, nos auxilia a sair da auto-ilusão na qual nos mantemos, repetindo a programação que nos foi incutida, temos um caminho efetivo.  SE ao contrário apenas está preso a formalismos, ritualismos, a conhecimentos teóricos e nenhuma atividade efetiva que nos torne mais estratégicos em nosso ser e estar no mundo, então podemos estar num pseudo caminho, que pode nos prender ainda mais, nos entorpecer ainda mais nessa viciada interpretação oficial da realidade. Sensibilidade é nosso termômetro, perceber os resultados concretos, não os anunciados. Pois Bruxaria e Xamanismo são caminhos de ação, não de racionalismos. É pelo ato que ritualizamos, que reatualizamos o poder. Só com atos podemos curar o Ser terra e ajudar a terra a saltar para o próximo nível de consciência.”

 

Extraído do Pistas do Caminho

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s