Portal do Budismo

Buda

Não há poder como o silêncio. Buda declarava: «Quando não tiveres nada importante para dizer, guarda um nobre silêncio», ou ainda: «Se não podes melhorar o que foi dito, observa o silêncio.»

As palavras não são coisas nem os factos, e muito menos as experiências. A palavra é um signo convencional, um artifício que muitas vezes engana, limita e falsifica. Como assinalava Lao-Tsé: «Aquele que sabe não fala.» Querer dizer em palavras o que está para além do conhecimento conceptual é impossível e absurdo. O silêncio é mais revelador do que todas as palavras do mundo, e uma das maneiras mais fecundas de meditação é a do silêncio, ou meditação de esvaziamento, para que brilhe a luz do ser.

In “Os melhores contos espirituais do Oriente” Esfera dos Livros 2006

Ver o post original

Anúncios