As 4 Frequências Cerebrais e as suas Funções

O cérebro intercomunica-se através de impulsos elétricos, estes formam ondas electromagnéticas de várias frequências, existindo 4 frequências distintas.

As células cerebrais, especificamente os neurónios, utilizam impulsos elétricos para se comunicarem entre si, além de fazer os músculos contraírem e os membros se moverem. Cada neurónio produz determinada descarga elétrica com o objetivo de este comunicar com os neurónios e outras células vizinhas. Quando esse impulso elétrico é excessivo surge a epilepsia, e quando se “perde” parcialmente até chegar ao destino surge o Parkinson.

É evidente que o cérebro possui atividade elétrica, por consequência surgirão ondas electromagnéticas. Estas por sua vez, podem ser medidas/avaliadas por aparelhos como EEG. Estas ondas elétricas, têm frequências que podem ser medidas em ciclos ou Hertz. A frequência das ondas muda consoante a atividade elétrica dos neurónios que esão associados a alteração de estados de consciência.

Podemos então distinguir 4 frequências distintas:

Beta

Neste estado você esta acordado e a sua mente concentrada, pronta para trabalhos que requerem a atenção total. Fundamental em processos que envolvam a concentração, como a aprendizagem, a análise e organização de informações.  A faixa beta, situa-se entre os 13 -30 HZ, associado à atenção, à acuidade visual e coordenação

Alfa

Neste estado você está relaxado, a sua consciência interna aumenta, aumentando com isso a auto-perceção, a consciência dos pensamentos e processos internos. Aumenta a criatividade e a ansiedade tende a diminuir. Experiência a sensação de paz e bem-estar. A faixa alfa, situa-se entre os 7 -13 HZ, associado à resolução de problemas,criatividade, memorização, relaxamento e pensamento abstrato e imaginação (visualizações).

Teta

Neste estado você entra num estado ainda mais profundo de relaxamento, baixando a atividade cerebral quase ao nível do sono. Este estado é considerado “misterioso”, neste estado surgem imagens inconscientes, que não se sabe a origem ao certo. Propicia também a criatividade e acesso a memórias à muito “esquecidas”. Situam-se entre os 4-7 Hertz, neste estado estamos num “sonho acordado”, proporcionando um estado ideal para o acesso a memorias, aprendizagem acelerada, criatividade e “re/programação mental”.

Delta

Este estado, muitas vezes contestado cientificamente, situa-se entre os 4-0.1Hertz é a mais baixa de todas as frequências de ondas cerebrais. Nesta frequência é produzido a hormona do crescimento, além deste estado ser benéfico para a regeneração celular e cura. Neste estado, têm-se acesso mais profundo ao inconsciente e à intuição.

Existem métodos e técnicas que facilitam alterar a frequência cerebral e o estado mental, tais como o relaxamento, a hipnose, até mesmo software. Convém que estes métodos e técnicas, sejam utilizados por profissionais ou entidades credenciadas, pois uma má utilização pode provocar consequências a vários níveis.

Anúncios