Não tive tempo porque não tive coragem.

É tantas vezes assim; é quase sempre assim: ter tempo é uma questão de coragem. E quando não há coragem vai-se adiando hoje e vai-se adiando amanhã e vai-se adiando depois de amanhã. E quando um dia se percebe que não se pode adiar mais já é tarde demais.

Não tive tempo porque não tive coragem.

Se é tarde demais: então é porque nunca foi.

——————————–
in “In sexus veritas”
Sátira, amor e ironia em mais de mil alucinantes páginas: qual é afinal o poder do sexo nos dias de hoje?

Pedro Chagas Freitas

Anúncios