Muito se diz sobre este processo, inclusive na Internet.

 Vou falar-lhes na minha experiência pessoal, vou me esticar um pouco na descrição, até para entender esse período de isolamento ao qual me sujeitei.

A Noite Escura da Alma, é como que um mito ou metáfora a um processo interno de descoberta.

“Noite escura da alma”, foi um período em que me afastei do mundo e senti que o mundo  se afastou e mim.

Foi uma espécie de deserto onde o silencio foi quem falava mais alto, e tinha a dor do desespero como companheira.

(Acredito que muitas pessoas que o atravessam recorram a químicos, nomeadamente antidepressivos, e ate à psiquiatria, para aliviar de sintomas e atitudes comportamentais, tal como isolamentos e anti sociabilidade, a disfuncionalidade  e inadequado  dos medicamentos Alopáticos que tão bem sabemos no que se traduz em efeitos na pratica, no nosso organismo).

Hoje considero como que uma oportunidade, um período de emenda e regeneração através da depuração emo-mental, deparei-me com o cruzamento entre a loucura e a sanidade. É o limite do Ser a ser experimentado e testado ao  máximo, na fragilidade.

Foi um processo em que me vi abandonada de mim mesma, despojada de qualquer cor ou luz. Foi um  deparar com o pior de mim mesma em forma de resistências, bloqueios, egos e limitações, e não gostar de ver no que me tinha tornado, e não conseguir ver o bem em lado algum, como que um sermos injusta e injustiça a num  auto julgamento platónico.

Foi também um período de voltar a idade dos porquês em questões essenciais da existência humana, tudo deixou de ter qualquer sentido, nada fazia sentido naquela fase, as respostas não vinham , eu tinha que achar essas respostas, eu precisava delas. Em momento algum desisti, eu não me entreguei, ainda hoje o questionamento faz parte integrante, não tomando como certo o que serve para a maioria das pessoas, tem que fazer sentido para mim e ai sim, e só isso basta-me. E, culminou na percepção e aceitação  de que o o sentir  (intuição) é mais um dos sentidos do ser humano. Foi também aqui que tomei consciência da castração a que estamos sujeitos por parte da sociedade, seus dogmas e preceitos.

Olhei para dentro e percebi que o exterior não me podia “salvar”, teria de ser eu a fazê-lo, constatar que somos seres espirituais no mais amplo sentido. É o recolher dos estilhaços do que sobrou  e com eles fazer aproximação à peça original, permitiu aproximar da própria identidade ou do que se julga ser, como Ser, fiquei mais perto de mim.

Agarrar com o que se tem como sobras, com o que se formou delas e agradecer, perceber que, o  quase nada que sobrou foi o melhor de mim (é como que vencer o lobo mau).

Gostar da calma e da paz que acabei por encontrar, ter a percepção  que antes dos outros estamos nós e perceber que os nós também somos os outros (animais, plantas pessoas, etc) e que os outros também fazem parte de nós.

Aqui já não dá para voltar a trás, tudo muda, nós mudamos, eu mudei. Não há hipótese do retrocessos em nenhum dos  níveis “do que é ser pessoa”.

Só o que é de verdade fica em nós, passamos a ser como que transparentes, tudo passa a fazer sentido ou não, nem fazer sentido algum, não há meio termo. Daqui, percebemos também a separação do trigo e do joio, uma triagem, e que só quem realmente, só que nos ama  verdade é que se preocupa connosco (são muito poucos) todo o que do resto é puro interesse adjacente (seja ele qual for qual).

Noite escura da alma é como que um  encontro com o Alto, e com o nosso dEUs.

 

Aprendi,  que nós nos desfragmentamos pelos mais variados motivos, ou pelo que somos ou pelo que queremos ser, sozinhos ou não, mas sempre sob a nossa premissa – Existe uma uma “mão” que nos guia para a cura de todos os aspectos que necessitam de ser aceites e trabalhados tal como as lacunas emocionais e fragmentos imperfeitos, inacabados.

 

20161030_072018
Amanhecer

Acho que voltei a este estagio, para recomeço, partir para a cura de aspectos da minha Alma. Chegou a altura do reencontro com a minha essência, outra vez

 

amsm

 

#noiteescuradaalma, #caldasdarainha, #30outubro

 

Anúncios